Curiosidades

[Curiosidades][grids]

Internet

[Internet][grids]

Politica

[Politica][grids]

Tecnologia

[Tecnologia][grids]

Saúde

[Saúde][grids]

Astronomia

[Astronomia][grids]

Beleza

[Beleza][grids]

Ciência

[Ciência][grids]

Entenda como funciona o Sisu e confira as dicas.

Entre os dias 24 e 27 de janeiro, os estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 vão poder se inscrever no Sistema de Seleção Unificada do primeiro semestre (Sisu 1º/2017), um programa governo federal que seleciona estudantes para instituições federais e estaduais de ensino superior.

Imagem: UFES


Neste ano, participam do Sisu 131 instituições de ensino superior, entre universidades federais, universidades estaduais e institutos federais de educação, ciência e tecnologia, totalizando 238 mil vagas.

Para se candidatar ao Sisu 1º/2017 é imprescindível que o estudante tenha feito o Enem 2016, pois é a partir da nota do exame que o candidato poderá pleitear uma vaga em uma instituição de ensino superior.

Veja a seguir o passo a passo para entender como funciona o Sisu 1º/2017.

Como é realizada a inscrição

A inscrição para o Sisu 1º/2017 poderá ser feita apenas pela Internet, no site do programa, entre 24 e 27 de janeiro, em qualquer horário. Serão requisitados o número de inscrição no Enem 2016 e a senha cadastrada no site do exame (caso tenha perdido essas informações, você pode recuperá-las em www.enem.inep.gov.br). Essa senha será a mesma usada para acessar o Sisu.

Como funciona

O candidato terá apenas uma etapa de inscrição. Nesse período ele poderá se inscrever, por ordem de preferência, em ate duas opções, nas vagas ofertadas pelas instituições participantes do programa. Durante o período, o candidato poderá alterar suas opções, se assim desejar. Mas, atenção! Será considerada válida a última inscrição realizada.

No final do prazo de inscrição, o Sisu selecionará os candidatos melhores classificados em cada curso, por modalidade de concorrência, de acordo com suas notas no Enem.

Nota mínima para concorrer

Algumas instituições de ensino adotam uma nota mínima para a inscrição em determinado curso. Ao pleitear uma vaga, o aluno é informado se sua nota obtida é suficiente para concorrer àquele curso. Se não for, ele pode optar por outro curso ou outra instituição. É importante lembrar que estudantes que tiraram nota zero na redação do Enem não poderão concorrer às vagas oferecidas pelo Sisu.

Notas com pesos diferentes

Fique atento! Algumas instituições participantes do Sisu adotam pesos diferenciados para as provas do Enem. Esta informação estará disponível para o candidato no momento da inscrição.

Quando o candidato se inscrever para cursos em que a instituição adotou peso diferenciado para determinada prova do Enem, o sistema fará automaticamente o cálculo, de acordo com as especificações da instituição, gerando uma nova nota. Por isso, um candidato pode ter notas diferentes para cursos diferentes.

Reservas de vagas

Algumas instituições disponibilizam parte de suas vagas para as políticas afirmativas (afrodescendentes indígenas, egressos de escola pública etc). Quem optar por concorrer a cotas, concorrerá apenas com candidatos que fizeram a mesma opção.

É de responsabilidade ao candidato certificar de que atende aos requisitos exigidos para concorrer a uma vaga de política afirmativa e se possui os documentos que serão exigidos no momento da matrícula, em caso de aprovação. A documentação necessária será informada pelo sistema, juntamente com os demais documentos exigidos para matrícula, quando o candidato clicar na sua opção de curso.

Acompanhamento diário

Uma vez por dia, sempre de madrugada, durante o período de inscrição, o Sisu calculará a nota de corte para cada curso – com base no número de vagas disponíveis e nas notas dos candidatos inscritos.

Assim, o candidato pode acompanhar se sua pontuação é ou não suficiente para ingressar no curso pretendido. Se não for, ele poderá mudar sua escolha antes do encerramento das inscrições.

Resultados

No final do prazo de inscrição, o Sisu selecionará automaticamente os candidatos melhores classificados em cada curso, por modalidade de concorrência, de acordo com suas notas no Enem.

O Sisu realizará apenas uma chamada. A chamada regular será feita em 30 de janeiro, com matrícula para os aprovados do dia 3 ao dia 7 de fevereiro. Caso o candidato não seja selecionado para nenhuma chamada ou tenha sido chamado apenas para a segunda opção de curso, ainda poderá se inscrever na lista de espera, entre 30 de janeiro e 10 de fevereiro.

Fonte: Guia do Estudante

Nenhum comentário: