Curiosidades

[Curiosidades][grids]

Internet

[Internet][grids]

Politica

[Politica][grids]

Tecnologia

[Tecnologia][grids]

Saúde

[Saúde][grids]

Astronomia

[Astronomia][grids]

Beleza

[Beleza][grids]

Ciência

[Ciência][grids]

7 Curiosidades Sobre a Bacia Hidrográfica Amazônica

Todos já devem ter ouvido falar que a bacia hidrográfica amazônica é a maior do mundo e que conta com o maior rio em volume de água do planeta. Porém esse local ainda pouco conhecido por muitos brasileiros, possui particularidades surpreendentes, além de ser considerado um dos locais mais valiosos do planeta.

1 - A bacia amazônica possui mais água que toda a Europa
Rio Tâmisa, Londres/Fonte: Pensamento Verde

Rio Negro, Manaus/Fonte: Brasil Imperdível
Com uma vasão média de 200 mil m³ por segundo e podendo chegar a 600 m³ por segundo em épocas chuvosas, (que ocorrem durante o verão no hemisfério sul) o Rio Amazonas despeja em um único dia, um volume de água superior a todos o rio da Europa. Para se ter uma ideia desse volume, o Rio Volga, considerado o maior do continente europeu, possui vasão média de 8 mil m³ por segundo, volume muito inferior ao fluxo do Rio Negro, que é apenas um dos afluentes da bacia amazônica.

2 - Existem mais espécies de peixes na Amazônia do que em todos os biomas brasileiros juntos

Tambaqui/Fonte: UOL Economia

Pirarucu/Fonte: Ecofarm

Estima-se que existam cerca de 3 mil espécies de peixes na região amazônica, um número que supera o de todos os demais biomas somados, esse número de espécies representa ainda mais de 10% de todas as espécies de peixes do mundo.

3 - Dos 100 maiores rios do mundo pelo menos 13 integram a bacia amazônica
Rio Tapajós/Fonte: Green Me

Panorama dos rios amazônicos/Fonte: Brasil Front

Dentre os milhares de afluentes do Rio Amazonas, pelo menos 13 aparecem na lista dos mais extensos do mundo, dentre eles, pode-se destacar o Rio Madeira, o Purus, o Rio Negro, o Solimões, o Xingu e o Tapajós.

4 - Possui águas de cores diferentes
Encontro das águas/Fonte: É porque

Paisagem típica dos Igarapés/Fonte: G1 Globo

Existem pelo menos três tipos de água na região amazônica: as águas claras, as águas pretas e as barrentas, essa divergência proporciona fenômenos como encontro das águas do Rio Negro e Solimões, nas proximidades da cidade de Manaus. Este fenômeno, no entanto não é exclusividade dessa Região, uma vez que pode ser observado na transição entres rios e igarapés, proporcionando vistas espetaculares. A explicação para o evento se deve as diferenças físico-químicas presentes na água, como temperatura e acidez.

5 - Os rios “barrentos” são mais os cheios de vida
Rio Purus/Fonte: M. Instituto 

Rio Madeira/Fonte: Gov. Rondônia


Ao contrário do que se pensa, os rios de água barrenta não tem essa coloração devido a poluição, e sim por carregarem muitos sedimentos da cordilheira dos andes, que por sua vez são formações geológicas relativamente recentes. Esses sedimentos possuem altas concentrações de minerais que enriquecem os solos por onde passam, além disso, estes tipos de rio apresentam maior concentração de peixes.

6 - O Rio Amazonas possui mais de 7 mil afluentes
Bacia amazônica vista do espaço/Fonte: B. H. Amazônica

Principais afluentes do Rio Amazonas/Fonte: GEO M. Oliveira

Existem milhares de cursos d’água de todas as dimensões e volumes. Além de rios e igarapés, podem ser encontrados na região muitos lagos que se que se formam a partir da erosão do solo provocada pela grande força hidráulica dos rios.

7 - A população se adapta ao nível da água
Moradias Elevadas/Fonte: AEAIS

Chuvas isoladas sobre a floresta/Fonte: Cultura Mix

A Bacia amazônica possui um regime plúvio-nival, ou seja, é alimentada pelas chuvas e pelo derretimento das geleiras. Durante o verão no hemisfério sul as geleiras andinas onde muitos rios da bacia nascem, derretem, esse fator aliado as chuvas abundantes faz o nível dos corpos d’água se elevar, atingindo áreas habitadas e obrigando a população a se adaptar construindo moradias elevadas ou optando por áreas de relevo mais alto.


Por William Melo

Nenhum comentário: