Curiosidades

[Curiosidades][grids]

Internet

[Internet][grids]

Politica

[Politica][grids]

Tecnologia

[Tecnologia][grids]

Saúde

[Saúde][grids]

Astronomia

[Astronomia][grids]

Beleza

[Beleza][grids]

Ciência

[Ciência][grids]

Por que a volta sempre parece mais rápida do que a ida?

Por algum motivo inexplicável (até então), o caminho de volta da viagem sempre parece mais curto e mais rápido do que o da ida. Vários estudos confirmaram a existência do que os pesquisadores chamam de "efeito ida e volta": mesmo quando a distância e o tempo de viagem é igual o da ida, a sensação é sempre de maior fluidez na volta.

Fonte: Sia Group


Uma série de estudos relatados em um artigo de 2011, conduzidos pelo psicólogo Niels van de Ven, da Universidade de Tilburg, na Holanda, tenta explicar o motivo da viagem de volta parecer mais rápida. Ven e seus colaboradores queriam explorar duas teorias possíveis: "familiaridade" e "expectativa".

Familiaridade

Assim como as tarefas que fazemos muitas vezes parecem exigir menos esforço do que tarefas novas, talvez rotas familiares pareçam durar menos tempo para serem concluídas.

Expectativa

Se o caminho de ida leva mais tempo do que pensávamos que levaria (quase sempre), nossas expectativas de tempo sobem no caminho de volta, e ficamos realmente surpresos quando a viagem não dura tanto assim.

Estudo 1

Para um dos estudos, os pesquisadores entrevistaram 69 pessoas que tinham acabado de voltar de uma viagem de ônibus. Todos comprovaram o “efeito ida e volta”, dizendo que a viagem para casa foi mais curta - mesmo durando o mesmo tempo. O resultado não foi relacionado com a teoria de “familiaridade”, pois a maioria dos voluntários não conhecia o caminho. Portanto, o efeito pareceu mais relacionado com a teoria de “expectativa”: os viajantes acharam a viagem de ida muito longa, isso os fez imaginar que a viagem de volta seria igual.

Estudo 2

Em um segundo estudo, os pesquisadores falaram com 93 participantes que tinham acabado de fazer um bate-volta de bicicleta. Todas levaram o mesmo tempo para ir e voltar (35 minutos). A única diferença foi que alguns participantes fizeram um caminho diferente do feito na ida. Mas o efeito foi exatamente o mesmo: todos, sem exceção acreditam que a viagem de volta foi mais rápida e curta do que o de ida.

As diferentes opções de percurso ajudaram os pesquisadores a estudar a teoria da “familiaridade” mais de perto. Se a teoria familiaridade estivesse correta, os participantes que voltaram pelo mesmo caminho da ida, sentiriam o “efeito de viagem de regresso” mais forte, mas isso não aconteceu. Na verdade, mais uma vez a teoria da “expectativa” ganhou força: aqueles que acharam a viagem inicial muito longa também acharam a viagem de volta mais curta.

Conclusão

Os pesquisadores enfim concluíram que o “efeito ida e volta” é provavelmente devido a uma violação das expectativas. Os participantes sentiram que a viagem inicial levou mais tempo do que eles esperavam. Então eles provavelmente alongaram as suas expectativas para a viagem de volta. Em comparação com este período mais longo que o esperado, a viagem de volta sempre parece mais curta.

Fonte: Revista Galileu

Nenhum comentário: